Sexta-Feira, 10 de Julho de 2020

Notícias

Domingo, 28 de Junho de 2020 06:43

Várzea Grande proíbe a venda de cerveja gelada e festas em casa

A prefeita de Várzea Grande Lucimar Campos (DEM) editou um novo decreto na sexta-feira (26) com medida mais duras para a quarentena coletiva obrigatória, com objetivo de conter a proliferação da Covid-19.

A publicação atende a determinação do juiz José Luiz Leite Lindote, da Vara da Saúde Pública de Mato Grosso, que instituiu a quarentena obrigatória na Cidade Industrial e em Cuiabá pelo período de 15 dias, a começar na quinta-feira (25).

As principais modificações consistem na proibição da realização de festas, confraternizações familiares, “ainda que no âmbito domiciliar” pelo período de 15 dias.

“Determina-se o fechamento de shopping centers, bares, feiras, academias, shows, cinemas, teatros, casas noturnas, salões de beleza, barbearia e clínicas de procedimentos relativos à estética, festas e confraternizações familiares e congêneres, ainda que realizadas em âmbito domiciliar, evitando, assim, a aglomeração de pessoas”, diz trecho do decreto.

A prefeita ainda restringe a uma pessoa por família a ida ao supermercado, que deve funcionar com metada da capacidade de lotação, das 06h às 21h. As bebidas alcoólicas não podem ser vendidas geladas, por distribuidoras e supermercados. Isso, no entanto, não caracteriza lei seca, já que a pessoa pode levar a bebida para casa.

A prefeita anunciou ainda a nomeação o coronel da Polícia Militar Alessandro Ferreira da Silva, como secretário de Governo, que acumulará a função com a Vigilância Sanitária.

“Não existe lei seca em Várzea Grande, apenas a restrição para o consumo no lugar onde é comercializada. Por isso, não iremos permitir que aconteça venda de bebida gelada. Se o cliente quiser adquirir bebidas alcoólicas em supermercados, mercados, padarias, distribuidoras, conveniências, terá que levá-las quente para serem consumida em sua residência”, disse Alessandro.

O decreto

Conforme a publicação, estão proibidos de funcionar os shopping centers, bares, feiras, academias, shows, cinemas, teatros, casas noturnas, salões de beleza, quadras de futebol, parques, barbearia e clínicas de procedimentos relativos à estética.

Os supermercados e mercados, varejistas e atacadistas, poderão manter suas atividades com 50% do público, sendo permitido o funcionamento das 6h às 21h. Já as mercearias, padarias, açougues e similares, varejistas e atacadistas poderão funcionar das 6h das 19h.

A prefeita ainda determinou que supermercados e mercados, varejistas e atacadistas, não poderão comercializar e entregar bebida alcoólica refrigerada de nenhuma espécie.

As lanchonetes, cafeterias e congêneres somente poderão funcionar pelo sistema de delivery ou drive thru, das 10h até às 19h, sendo proibido o consumo de alimentação e bebidas no local.

Os restaurantes e pizzarias somente poderão funcionar pelo sistema de delivery ou drive thru, das 11h até às 23h.

A publicação ainda diz que ficarão permitidos apenas os serviços essenciais, estabelecidos em decreto federal, como supermercados, serviços médicos e hospitalares, empresas de segurança, telecomunicações e internet, call centers, funerárias, serviços postais, postos de combustíveis, atividades religiosas, lotéricas, bancos, indústrias e obras.

Estes deverão funcionar de maneira a atender a regras sanitárias como álcool em gel 70% disponível para trabalhadores e distanciamento social de 1,5 metro.

Fonte: Midia News

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}